Implantes e Carga Imediata

Atualmente com as técnicas mais modernas da Implantodontia a colocação dos Implantes está cada vez mais simples. As incisões são mínimas e em alguns casos, desnecessárias. É totalmente indolor e o pós-operatório muito tranquilo. Na maioria dos casos hoje se utiliza a Carga Imediata. Através desta técnica, os dentes são instalados em seguida à colocação dos Implantes, não precisando aguardar nenhum período de osseointegração.
Com a técnica de Carga Imediata, até mesmo nos casos maiores, onde a pessoa perdeu a maioria ou até todos os seus dentes, podemos instalar quatro implantes na mandíbula e seis implantes na maxila e prontamente devolver todos os dentes fixos a esta pessoa, de forma que ela possa iniciar a mastigação imediatamente após a colocação dos dentes.

A condição para se optar pela técnica de Carga Imediata é ter uma quantidade e qualidade razoável de tecido ósseo. Na arcada Inferior, por exemplo, isso acontece em mais de 95% dos casos. Nestes casos a instalação dos dentes é imediata e a mastigação também pode iniciar imediatamente e normalmente.
E quando se opta pela técnica convencional, ou Carga Tardia, o paciente continua utilizando a sua antiga prótese, por mais um período que varia de três a seis meses. Após esse período é que instalamos os dentes fixos nesta pessoa.
Atualmente mesmo quem tem pouca quantidade de osso pode contar com implantes curtos que sustentam com segurança os dentes, podendo muitas vezes até nesses casos se realizar a Carga Imediata.