Fumaça Nociva

fumaca-nocivaA cirurgiã-dentista e professora Maria Carméli Sampaio, consultora da Associação Brasileira de Odontologia (ABO) em Estomatologia, área que estuda as lesões e doenças da boca, relata que os danos que o tabaco causa à cavidade bucal “vão desde alterações na mucosa, diminuição do paladar e mau-hálito, até o desenvolvimento de câncer”.

O uso do fumo também provoca problemas periodontais (na gengiva), perda e escurecimento dos dentes. A consultora completa que a relação entre o aparecimento do tumor e o tabaco está comprovada em cerca 92% dos casos. Os males do cigarro à saúde são causados pelos vários compostos tóxicos presentes, como nicotina, amônia, acetona, benzeno, alcatrão – este contém mais de 40 substâncias cancerígenas –, entre outros.
Maria Carméli explica ainda que o calor emanado pelo cigarro, associado às várias substâncias em combustão, provoca um aumento da camada de ceratina na mucosa bucal, diminuindo, assim, os mecanismos naturais de defesa. “As substâncias derivadas do tabaco são também responsáveis pela inibição da ação antioxidante da saliva,” diz a especialista.
A consultora chama também a atenção para os riscos que os fumantes passivos correm, podendo desenvolver afecções do sistema respiratório (câncer de pulmão, enfisema) e do sistema cardiovascular (infarto e acidente vascular cerebral). Esse alerta também é feito no Dia Mundial Sem Tabaco deste ano, com o tema Ambientes Livres de Fumaça. A data é comemorada em 31 de maio e foi instituída pela Organização Mundial da Saúde (OMS).